Minha História - Um texto de Victor S. Gomez

 

Minha História - Um texto de Victor S. Gomez - Escritor, do livro "Sentado na Beira do Tempo".
Já percorri metade do caminho,
a outra metade percorro amanhã,
podem me chamar de preguiçoso,
sei o que faço,
sei do que preciso,
minha história é minha história,
se quer outra história,
escreva a sua.
Quando a noite chega,
cruzo ruas e avenidas,
sigo a luz dos lampiões,
eles iluminam meu caminho,
logo depois a lua chega e tudo fica mais claro.
O amor que mora em mim,
esse é incondicional,
é tanto que as vezes parece que meu peito vai arrebentar.
Já dividi minhas coisas,
não me apego muito as coisas materiais,
para mim o necessário é o que preciso.
Posso deixar um lugar,
ir em frente sem nem me despedir,
as vezes pago uma preço enorme por isso,
tenho consciência disso,
por isso as vezes aplaco minha vontade.
Quem sabe quais pedras encontraremos pela frente,
será que serão fáceis de desviar,
ou tropeçaremos sempre que as encontrarmos,
é tão difícil saber.
Já percorri metade do caminho,
a outra metade percorro amanhã,
podem me chamar de preguiçoso,
sei o que faço,
sei do que preciso,
minha história é minha história,
se quer outra história,
escreva a sua.
Não sou músico,
apenas viajo nas letras e melodias de uma música,
principalmente se ela amansar meu coração.
Se elas me lembram algo,
sou levado em suas notas,
para qualquer lugar,
sem pressa,
sem dor,
com muito amor.
Uma vez desejei algo,
pensei que o tinha em minhas mãos,
mas que nada,
era como tentar segurar água,
e a vida me escapou entre os dedos,
perdi o caminho,
fiquei inseguro,
mas continuei vivendo,
e fui crescendo,
aprendi com meus erros,
e não pretendo errar mais.
Já percorri metade do caminho,
a outra metade percorro amanhã,
podem me chamar de preguiçoso,
sei o que faço,
sei do que preciso,
minha história é minha história,
se quer outra história,
escreva a sua.
Sempre se lembre do seu passado,
mas não viva nele,
assim seu futuro será melhor.
 

Faça um Comentário